Um frame criativo para chamar de seu – Todas as suas fotos sendo vistas e apreciadas com originalidade.

televisão

Um frame criativo para chamar de seu – Todas as suas fotos sendo vistas e apreciadas com originalidade.

Fotografia

Eu sempre fui apaixonada por fotografia. E, claro, sempre tirei muitas fotos. Fotos amadoras, é bom que fique claro. Mas, por incrível que pareça, tirei menos fotos do que gostaria. Já perdi oportunidades incríveis de fazer belas imagens ou fazer fotos de ocasiões que não vão mais se repetir, muitas vezes porque o momento foi tão rápido que não me permitiu fotografar. Ou, em outras situações, não estava com minha câmera a tira-colo. Daí, me bate uma tristeza só de pensar que tais momentos ficaram registrados apenas em minha memória, não tem como mostrá-los a mais ninguém. Seria tão bom vê-los no papel, ali parados no tempo para que eu pudesse ter a chance de sempre voltar e rever os detalhes daquela magia que vivi e evidentemente compartilhar com as pessoas queridas de minha vida…!

Acredito que toda pessoa que ama fotografia também tem este desejo: fotografar todo momento especial que vive e poder mostrar suas fotos para as pessoas, para os amigos e familiares. É gostoso você compartilhar com as pessoas que ama imagens da sua última viagem, da festa de casamento, do aniversário do filho, enfim, de momentos que foram importantes para você.

Entretanto, convenhamos… Nada mais chato para os que não participaram daquele momento do que ser “obrigado” a ver muitas fotos de terceiros. Pouca gente tem paciência de ver muitas fotografias. Alguns veem por educação especialmente quando não se está relacionado diretamente ao evento dos retratos em questão. No fundo, quem aprecia mesmo as fotos é o próprio fotógrafo e/ou o fotografado.

Em minha opinião, tudo parece mais desinteressante quando se trata de fotos de viagens. Imagine aquela sua prima distante chegar eufórica com 200 fotos da viagem que fez a Paris e querer lhe mostrar o quanto estava feliz na terra de Napoleão Bonaparte. O “Puxa! Que legal!” que  você com certeza diria, possivelmente só duraria até a décima foto, depois seria uma tortura olhar todas as fotografias que a criatura tirou. É um exemplo hipotético, mas pode corresponder à realidade de muita gente.

Pensando neste problema, o Scrapbooking é a solução, afinal, nada como um álbum decorado para dar todo um charme às fotografias e tornar tudo mais artisticamente atraente e bonito de ser ver. Entretanto… Por mais fotos que tenham num álbum de scrap, nunca caberia aquele infinidade de retratos que a gente tira quando viaja.  E eu sempre me incomodava com o fim das pobres fotos descartadas. Até que um dia…

Ao visitar meu cunhado – José Inácio – fiquei impressionada com a forma inteligente com que ele construiu uma espécie de frame na casa dele, permitindo que todas as milhares de fotos que tinha fossem apreciadas pelas pessoas que o visitassem, sem ser de forma alguma algo chato ou cansativo. Com a ajuda de um laptop velho, ligado à TV por meio de um cabo de conexão de vídeo standard –  o mesmo tipo que liga um desktop ao monitor – ele conseguiu fazer com que as fotos fossem passadas na TV, ininterruptamente, por horas, uma vez que ele tinha uma arquivo imenso de imagens. Assim, seus visitantes podiam contemplar as fotos sentados confortavelmente na sala de estar. Como as fotos passavam sem parar (mas com velocidade serena) e eram em grande quantidade, a apreciação tornava-se um prazer, em vez de obrigação, já que se podiam ver as fotos  sempre que quisesse.

Para que as fotos pudessem ser visualizadas na TV, e explicando direitinho como foi o processo: ele configurou no computador, através do Painel de Controle (outra opção seria pela tela desktop), clicou com o lado direito do mouse e escolheu a Resolução de Vídeo, e fez a opção adequada. E no lado da TV, escolheu a fonte da programação (DVD, Satélite, Computador, etc). No caso, ele optou por Computador. Segundo meu cunhado, existem mais um montão de maneiras diferentes de fazer essa ligação, tudo depende da tecnologia da TV. Pode-se conectar por USB ou até mesmo sem fio… mas, ressaltando, depende da TV.

Nas lojas especializadas, há os frames – aparelhos especiais para passar as fotos. Mas nenhum deles, por maior que seja, não é do tamanho de uma TV (de 20 polegadas, por exemplo), até porque eles são projetados para ficar em estantes ou mesas- seja da sala ou do escritório. Então, se você tiver mais de um aparelho de TV sobrando em sua casa, está aí uma grande ideia para aproveitá-lo e ao mesmo tempo exibir suas fotos aos amigos e familiares, em alta resolução, sem que isto seja cansativo. Pelo contrário, dá um charme a mais à sua casa quando receber seus visitantes.

Esta ideia não é fantástica para exibirmos nossas fotografias com o carinho que elas merecem? Viva a tecnologia e a criatividade!

by Iva

FOTOGRAFIA OTIMA

 

Animation17_Barrinha_Flores2

 

2 comentários

  1. Postado por carmel, em Responder

    amiga,estou adorando…concordo com vc em tudo.ja vou por minha fotos na tv da sala.bjs

    • Postado por Iva Pereira, em Responder

      Que legal, Carmelzinha!!! Fico feliz que esteja gostando do meu cantinho e que eu tenha lhe inspirado a fazer algo legal com suas fotos! Um beijão de saudade pra vc!

Envie seu comentário