Como remover detalhes indesejados ou desnecessários das fotos

IMG_1700

Como remover detalhes indesejados ou desnecessários das fotos

Sabe quando você tira do seu armário aquelas fotos antigas impressas e sente uma vontade irresistível de dar a elas um fim mais glorioso e diferente do de deixá-las amarelando em caixas esquecidas ou em álbuns sem vida? Então… Esta vontade certamente toma conta de todo mundo que faz (ou não) scrap e que guarda fotos antigas e/ou atuais impressas.

Eu, por exemplo, tenho dezenas de projetos em andamento e outras tantas dezenas na fila. Guardo muitas fotos, muitas mesmo! A maioria delas feitas antes da era digital. Infelizmente, quase 100% do total foram tiradas sem o necessário conhecimento técnico de foco, luz, sombra, ambiente. Logo, parte destes retratos apresenta alguma coisa que não deveria estar ali na imagem: um poste no caminho, uma roupa esquecida desleixadamente no sofá, uma sujeirinha na areia da praia, um fulano que apareceu atrás ou até mesmo um simples excesso de luz ou sombra. Enfim, detalhes que comprometeram de algum modo a beleza da foto.

A coisa fica pior quando a fotografia é filha única de pai e mãe, daquela época em que não se guardava o filme ou não tinha como reproduzir a imagem. E, no caso de fotos atuais, momentos ou lugares fotografados apenas em uma oportunidade. Tem-se somente aquele exemplar, o único que conta a história daquele ponto mais interessante da viagem ou da hora exata do nascimento do baby. Trata-se de situações que queremos muito guardar, mesmo que a foto não tenha ficado grande coisa.

Há ainda aquelas fotos que nem estão tão mal tiradas assim, mas contém detalhes bobos e desnecessários como, por exemplo, excessos de chão ou de céu, que não precisariam ter saído na hora do click ou que contenham erros grotescos como braços e pernas “amputados”. Isto acontece muito  quando, em lugares públicos, pede-se a um estranho (que não tem a preocupação de fotografar direito) que  tire a foto.

Então, vem a dúvida cruel: usar ou não uma foto assim num layout? Claro que sim! Como? Simples: corte a parte “feia” da foto, cara pálida! Óbvio que o tamanho da fotografia vai ser alterado, mas se o principal da foto for possível “salvar”, por que não fazê-lo? Entretanto, outros dilemas surgem: “Se eu cortar a foto, corro risco de danificá-la?” Possivelmente, se não tiver cuidado. Neste caso, use delicadamente o estilete e a régua metálica. Faça um corte com precisão, eliminando a parte indesejada. Veja as proporções a partir do ponto principal que se quer preservar, para não cortar de forma desproporcional ou irregular.

Depois que você remover a parte que não interessa na foto, arredonde os cantos, caso tenha arredondador. Se não o tiver, faça com a ajuda de uma moeda, que  é um paliativo interessante.

Uma excelente sugestão é usar cantoneiras (veja exemplo na última foto deste post). Há muitos modelos delas nas papelarias e lojas especializadas de material de scrap. Vale a pena conferir. Elas dão um charme a mais.

A retirada de detalhes indesejados das fotos permite também um melhor aproveitamento da sua página. Sendo assim, você pode – com a foto reduzida de tamanho – usar aqueles cantinhos do layout antes esquecidos. Ou ainda montar lindos mosaicos. 

Sabia que detectar partes da foto que podem ser removidas é um delicioso exercício? Quando se especializa em analisar fotografias, adquire-se rapidinho o tal “olhar clínico” e sabe-se exatamente onde e o que vai remover, em questão de apenas alguns segundos. Esta é uma excelente dica para as pessoas que vão fazer scrap, mas tem quilos de retratos sobre  o tema com, digamos, estes “probleminhas”. Assim que “se especializa”, o indivíduo passa também a se preocupar com os detalhes na hora de fotografar (antes ignorados), o que contribui para a qualidade das fotografias tiradas posteriormente.

Veja estes exemplos:

IMG_1683

Primeiramente peço desculpas por as fotos dos exemplos não estarem nítidas (Olha que vexame!). Problemas nos bastidores (Pode isso, Produção?) Mas, apesar deste “pequeno detalhe”, acho que elas conseguem exemplificar minha mensagem.

Eu tinha esta foto de uma grande amiga minha (Bebel – uma gracinha de gente!). Era para ela ter saído reinando sozinha na foto, entretanto, olha um pedaço de euzinha no canto atrapalhando a performance da pessoa…! Estraguei a foto da minha amiga! Mas como nesta vida para tudo (ou quase tudo) se dá um jeito, veja como providenciei rapidinho uma solução:

IMG_1686

Então, depois de remover o que estava “enfeiando” a foto, deixei minha amiga com toda sua merecida supremacia e parti para o arredondamento dos cantos.

IMG_1687

IMG_1688

IMG_1692

IMG_1694

Foto pronta, scrap pronto (para exemplificar). Olha como ficou o resultado:

IMG_1703

Veja outro exemplo:

IMG_1697

Eu e minha amada família num passeio. Mas, pra variar, uma pessoa desconhecida apareceu também na nossa fotografia.

IMG_1698

Bem, com a ajudinha do Sr. Estilete, o problema foi facilmente resolvido.

IMG_1699

Esta última foto apenas ilustra a possibilidade de usar as cantoneiras em fotos que não tem os cantos arredondados.

Que tal?

by Iva

remover - frases

 

Animation17_Barrinha_Flores2

Envie seu comentário