Para que imprimir fotos na era da Fotografia Digital?

IMG_7731

Para que imprimir fotos na era da Fotografia Digital?

Certamente esta é uma pergunta que muitos apaixonados por fotografia (sobretudo, os mais práticos) fazem. Estamos vivendo a era soberana da Fotografia Digital. Hoje podemos fotografar tudo, todos, a qualquer hora, em todo lugar por infinitas vezes. A facilidade é tamanha que os telefones móveis são mais câmeras fotográficas que aparelho de comunicação propriamente ditos. Num único evento, fazemos mil imagens. Temos a oportunidade de ver se ficamos bem na foto e de deletá-la automaticamente caso não fiquemos satisfeitos com o resultado. Tudo é rápido, prático, instantâneo e… sem graça!

IMG_7273

Tão diferente de há algum tempo atrás quando as pessoas usavam rolos de filmes e tinham que ser econômicas ao fotografar, porque cada foto mal tirada era uma foto desperdiçada.  Carregavam aqueles rolos de 12, 24 e 36 poses. Depois das férias, iam ansiosas revelar os filmes e ver como as fotografias haviam ficado. Quando fotografavam, não sabiam com exatidão como seria a imagem. Também não havia a oportunidade de deletar aquelas que tinham sido mal feitas. Por isso, todo cuidado era pouco na hora de fotografar. Escolhia-se bem o fundo, o cenário, a luz e… clic! Pronto! Daí era só aguardar aquele interminável tempo que separava o momento da foto com o instante que se podia ter em mãos as fotografias reveladas. Acho que justamente por não haver a facilidade de hoje em dia, a impressão que tenho é que antigamente havia mais magia no ato de apreciar as fotos. Era tudo tão surpreendente, tão encantador!

Atualmente, a facilidade com que se fotografa e, ao mesmo tempo, deletam-se, enviam-se, recriam e consertam imagens é enorme. Em minha opinião, as fotos não parecem ter o mesmo glamour de antes. Tudo é muito mecânico. Com exceção dos profissionais e dos amantes da fotografia, as pessoas, em geral, fotografam de qualquer jeito, sem preocupação com a qualidade, com a luz, com o foco, com a nitidez, exatamente porque podem depois usar mil artifícios e programas que melhoram a imagem. Sinceramente: qual a graça nisso? Concordo evidentemente que o photoshop é um recurso fantástico. No entanto, percebo que ele é usado demasiadamente e, em muitos casos, sem necessidade. Há histórias de verdadeiras aberrações publicadas em revistas de renome, tudo em nome de “consertar” a fotografia e mostrar a imagem perfeita.

Em virtude de toda essa tecnologia e artifícios, as pessoas perderam o hábito de imprimir fotos. Guardam-nas somente em mídias digitais como CDs, DVDs, HDs e álbuns virtuais. Nada contra a praticidade, que é positiva e interessante. No entanto, penso que são as fotografias impressas – muito mais que as versões de softwares, computadores e backups – que garantirão a perpetuidade dos nossos momentos.

Eu, que sou viciada em fotografias e precavida ao extremo, guardo o backup do backup das minhas fotos em vários lugares seguros. Se eu, por azar, perder o arquivo A, ainda tenho o B, o C, o D…rs!

IMG_7727

As fotografias contam histórias, marcam época, remontam o passado. Indiscutível a importância que elas tem em nossas vidas. Acredito que esse é um motivo válido para que ressuscitemos o interesse pelas fotos impressas. Poucas pessoas – depois de guardar suas fotografias em arquivos digitais – voltam para apreciar mais de uma vez as fotos daquela festa, daquela viagem, do casamento, da formatura.  No entanto, quando as colocamos em álbum, necessariamente, priorizamos a qualidade e reduzimos a quantidade, uma vez que são impressas as mais significativas. Nada como um belo álbum para nos motivar ver inúmeras vezes nosso passado congelado no tempo.

Não pense que sou desfavorável às fotos digitais. Claro que não! Sou apaixonada por fotografia e aprecio muito todas as suas formas!

Para ser justa, enalteço, evidentemente, as vantagens da foto digital: é possível ser impressa quantas vezes quisermos. O design pode ser alterado e melhorado de várias maneiras. Há que se ter, porém, cuidado e precaução apenas quanto ao armazenamento. Fazer mais de uma cópia e guardá-la em lugares diferentes é prudente, a fim de que não se tenha o desprazer de perder toda a sua história numa eventual perda de dados em HDs.

A foto impressa é uma obra de arte, um clássico que nunca deveria ter saído de moda. Temos nas mãos aquele pedaço de passado marcante, mosaicos de uma história, de uma vida. Como não apreciá-los devidamente? Quem gosta muito de fotografias, como eu, sabe o quanto é mágico passear por cada detalhe daquele instante que temos nas mãos. É como se tivéssemos uma porta aberta para aquele mundo congelado no tempo. Temos o poder, por meio da fotografia, de reviver a magia do instante captado.

IMG_7268

Então, que tal você dar uma vasculhada nos seus artigos de fotos digitais, escolher as mais significativas e imprimi-las? Coloque-as num belo álbum temático, decore-o com suas cores preferidas e veja o quanto será prazeroso cada vez que você parar para apreciá-las. Lá sim, suas fotografias terão um lugar à altura da importância que tem.

by Iva

fotografia8

Animation17_Barrinha_Flores2

2 comentários

  1. Postado por Teresa, em Responder

    Apoiada em gênero, número e grau! Parabéns!

    • Postado por admin, em Responder

      Obrigada, Teresa!
      Você é muito especial.
      Voltei mais vezes e traga sua energia positiva!

Envie seu comentário