O que é uma boa fotografia para você?

boa fotografia

O que é uma boa fotografia para você?

De médico, louco e fotógrafo, todo mundo tem um pouco. É ou não é? Nos últimos tempos, parece que toda pessoa que tem um celular e mais de dois neurônios consegue fotografar. Mas, cá pra nós, essa mania coletiva de todo mundo fotografar tudo e todos o tempo inteiro com qualquer equipamento capaz de captar imagens não teria distorcido a magia da arte de fotografar? Será que pessoas leigas que fotografam a torto e a direito seriam capazes de tirar boas fotografias no profundo sentido da palavra?

Antes que você me julgue um ser descrente na capacidade artística de amadores fotografar com competência, é necessário que entendamos o real conceito do que vem a ser uma boa fotografia.

Afinal, o que é uma boa fotografia?

Certamente para esta pergunta haverá inúmeras respostas. Especialmente, se você, leitor(a), for um(a) fotógrafo(a) profissional, um(a) estudioso(a) do tema ou apenas um(a) apaixonado(a) (como eu). Para muitos especialistas em fotografia, a boa foto, antes de qualquer conceito, é aquela que, obviamente, foi bem feita, tem qualidade técnica, obedeceu ao foco, à correta exposição da luz, sem defeitos estéticos.

Mas, ao meu ver – esclareço que aqui é a opinião de uma amadora –  uma boa fotografia é aquela que realmente impressiona, que vai além das qualidades técnicas, que é autêntica e criativa, que tem nela embutida a exata ideia de perfeição que o fotógrafo quis dar a ela. E, neste caso, o conceito é bastante subjetivo.

Quando a pessoa fotografa, além dos conhecimentos que ela certamente tem sobre o seu equipamento, sobre a melhor técnica para captar a melhor imagem, ela segue um estilo próprio, e entra nesse processo evidentemente uma carga de emoção e subjetividade que varia de pessoa para pessoa. Às vezes, a melhor foto para mim não é a melhor para você. Tudo depende do olhar do fotógrafo e do que ele realmente quer transmitir com aquele clique, de que imagem ele quer passar com aquele ângulo que ele captou.

Há fotos que ganharam notoriedade, são famosas, valem muito. Mas, nem sempre, esse valor dado a elas é unânime, mesmo entre os fotógrafos mais renomados.

Para tentar entender toda esta subjetividade conceitual, é necessário que saibamos distinguir os diversos tipos de fotografias. As pessoas que gostam de fotografar tem paixões variadas. Há as que gostam de fotografar cidades, outras que fotografam somente pessoas, outras que preferem apenas clicar os animais, há ainda as que tem verdadeira obsessão por paisagens, por flores, árvores, borboletas, bichos e itens específicos da natureza. Menciono ainda aquelas que adoram clicar só os fatos, os acontecimentos, os eventos, momentos felizes ou tristes, mas que retratam a realidade de uma ação.

Então, para um melhor esclarecimento, faz-se necessário explicar os tipos de fotografias que existem:

Retrato - é um dos mais antigos e usados tipos de fotografia. É a imagem de rostos humanos, separadamente ou em grupo. Então quando você fotografa si mesmo(a) ou terceiros, cujo rostos apareçam, tem-se então um retrato.

* Foto jornalística - normalmente feita por profissionais (mas nada impede que amadores também possam fazer), esse tipo de fotografia é feita com a total certeza de fidelidade à cena, uma vez que o objetivo é transportar a realidade, por meio da imagem, ao leitor, mantendo a cena original na íntegra. Talvez seja esta a razão de este tipo de foto ser feita quase sempre por apenas profissionais experientes, uma vez que saber capturar a emoção original é para poucos competentes.

Foto documental -  é a imagem retratando fielmente o fato, a história. E ela se diferencia da foto jornalística porque serve como documento histórico, referindo-se sempre a uma época social ou política.

Foto de ação - é feita por profissionais altamente capacitados para flagrar o ápice da ação, seja nos esportes – como captar com precisão um jogador de futebol na hora do chute a gol – ou na ciência, como quando o fotógrafo tem a astúcia exata de prever as ações dos animais selvagens.

Macrofotografia - abrange as fotos em suas minúcias e detalhes, aquelas que são tiradas bem de perto, como flagrar a vida dos insetos, os detalhes das flores ou a estrutura de minúsculas partículas. Atualmente, esse tipo de foto já pode ser feita por amadores que tenham câmeras digitais com configurações de macro, o que antes era restrito somente a profissionais portadores de equipamentos altamente avançados e caros.

Microfotografia -  São feitas normalmente com equipamentos especializados, com lentes de poder microscópico, pois o objetivo é capturar as imagens de coisas extremamente pequenas. Essas fotos tem caráter científico. Fotografar os detalhes de uma partícula de areia, por exemplo, requer câmera de alta precisão.

Fotografia aérea -  Tiradas obviamente do alto, os fotógrafos especializados nessa prática fotografam a partir de aviões, balões, ultraleves, pára-quedas e aviões de controle remoto e sempre com objetivos militares, científicos ou comerciais.

Fotografia sugestiva -  Muitas vezes com um apelo sensual, esse tipo de fotografia pode ser injusta e erroneamente confundida com pornografia. Talvez a associação seja porque a fotografia sugestiva foca nas curvas e sombras da nudez. Nada mais que isso. O objetivo é o encantamento da forma de um jeito diferente.

Fotografia artística - é aquela de alto valor estético, muito expressiva. Cenário, cor, objetos e seres fotografados formam um conjunto único com o objetivo de impressionar pela qualidade artística e pela beleza visual.

Fotografia publicitária - De grande importância no mundo da Publicidade, a fotografia para esse fim tem o objetivo de ser atraente e, pela imagem, vender uma ideia ou produto. Nela estão incorporados valores artísticos e sugestivos.

Fotografia subaquática - Seja para capturar a vida marinha ou os movimentos de um simples mergulho, esse tipo de fotografia objetiva mostrar a imagem apesar das distorções que a imersão na água provoca. É necessário equipamento e manuseio adequados.

Fotografia de viagens - Pode ser uma mescla de vários tipos de fotografia, dependendo da necessidade do fotógrafo. Mas o objetivo geralmente é o de mostrar os vários tipos de paisagens, monumentos e pessoas captadas quando se faz uma viagem.

Portanto, depois de sabermos diferenciar o tipo de foto e que finalidade ela tem, é possível, então, respondermos se é boa ou não uma determinada fotografia. Tudo depende de fatores relativos.

Para mim, no entanto, as melhores fotografias são aquelas que, independente do tipo, carregam emoção, história, sentimento, porque, afinal, como dizem por aí, uma boa imagem vale por mil palavras. Logo, somente um fotógrafo que tem poesia na alma saberá capturar o grande instante.

Além de um bom equipamento, a melhor câmera fotográfica para mim ainda são o olhar e o coração. Você concorda?

Foto - EXCELENTE

by Iva

Animation17_Barrinha_Flores2

Envie seu comentário