Minha paixão pelo Scrapbooking – como tudo começou…

sara7

Minha paixão pelo Scrapbooking – como tudo começou…

 

Desde criança, eu já tinha grande interesse pela arte, pelos desenhos, pelos papeis. Um dos cheiros mais marcantes da minha infância vinha da caixa de lápis de cor novinha ou das massinhas de modelar que ganhava do meu pai em datas marcantes.

Não me lembro dos meus primeiros rabiscos, mas a minha paixão pelos lápis de cor superava minha vontade de brincar com bonecas. Adorava desenhar e eu ficava horas enfeitando meus cadernos para impressionar as professoras e as coleguinhas da sala de aula.

Na adolescência, colecionava álbuns de figurinhas da Holly Hobbie e da Sarah Kay. Achava-as extremamente mimosas e delicadas! Mas o que mais me dava prazer era enfeitar meus diários e agendas. Colava neles tudo: ingressos de cinema, bilhetinhos, cartão postal e até papel de balinha – qualquer coisa que me remetesse a acontecimentos importantes.

Em se tratando de Arte, desde muito cedo, fui seguindo muitas trilhas – fiz teatro de sombras, desenho artístico em grafite, pintura de telas, arranjos de flores, grinaldas e até tapetes de lã. Na escola, sempre fazia trabalhos escolares com muito capricho. E cada vez mais ousava na criatividade, destacando-me sempre dos demais colegas.

Já adulta, mantive minha paixão pela arte, ainda que as contingências da vida corrida me impedissem de me entregar totalmente ao que de fato me dava prazer – trabalhar com papeis. Desde pequena, eu comecei a desenhar e cheguei a expor mais de 200 desenhos numa galeria de um colégio onde trabalhava. Sempre apreciei os desenhos feitos a grafite.

DSC00225

Aprendi a tocar violão, porém, por causa das sequelas de um acidente automobilístico que sofri, deixei este hobby de lado.

Mas foi morando no exterior que realmente me encontrei. Em Oman (país situado no Oriente Médio) – onde vivi uma excelente temporada de minha vida – fui apresentada, sem planejar, ao Scrapbooking e, desde então, nunca mais parei.

Em 2010, quando ainda morava lá, após um período de marasmo, resolvi aprender coisas novas na área das Artes. Fiz curso de pintura e até que gostei da minha intimidade com as tintas. No entanto, nada foi tão absurdamente encantador para mim quanto misturar tons de papeis coloridos para enfeitar álbuns de fotografia! O curso de Scrapbooking foi um divisor de águas em minha vida!

O nome me era totalmente desconhecido, mas quando eu vi o que era – percebi que sempre tinha feito aquilo! Evidente, não fazia com fotos, mas meus trabalhos correspondiam inconscientemente às práticas do Scrap! Decorava os papéis com restos de coisas marcantes e procurava dar uma harmonia à combinação das cores. De todo modo, todo aquele universo não era desconhecido pra mim. Pelo contrário!

Quando fiz em sala de aula minha primeira página, senti um prazer tão indescritível que pensei: “Caramba!!! Nasci para isso!”. Redescobri o sentido de tudo naquela arte.

O curso foi rápido, tive apenas 4 aulas e algumas poucas noções básicas sobre o assunto. Na verdade, as aulas eram para alunas em estágio avançado. Eu entrei na aula com a intenção de aprimorar meu inglês. E a professora, uma inglesa com sotaque bem acentuado, apenas colocava o layout (página de 30,5 cm x 30,5 cm) a ser copiado num quadro e pedia às alunas que fizessem igual. Eu, embora perdida na interpretação de suas palavras, cada vez mais me achava naquela arte.

 Acho que o curso aconteceu em minha vida apenas como pretexto para que eu encontrasse de verdade minha verdadeira vocação – a de trabalhar com papeis e com a arte de decorar.

Após este primeiro momento de paixão instantânea, passei a estudar com afinco sobre tudo que dissesse respeito à arte do Scrapbooking. Comprei revistas especializadas e, claro, vasculhei a Internet atrás de tudo que pudesse aprimorar meus parcos conhecimentos sobre o assunto. E, cada vez que aprendia, mais encantada ficava. Li avidamente centenas de postagens em sites e blogs especializados sobre o assunto e me entreguei de corpo e alma a esta paixão.

Comecei adquirindo materiais aos poucos, fazendo layouts aqui e ali, compartilhando com as amigas, presenteando familiares e amigos com minhas páginas e, de repente, o Scrapbooking já tinha tomado um espaço significativo em minha vida. Hoje posso dizer que me completo com o prazer imensurável que esta arte me proporciona. Meu sonho é propagar esta paixão para o maior número de pessoas e, quem sabe, transformar a vida de alguém como a minha foi transformada.

By Iva

fofo d+

Animation17_Barrinha_Flores2

1 comentário

  1. Postado por ivanoska pereira, em Responder

    nosa…. que lindo11

Envie seu comentário